Comida di Buteco e o Vegetarianismo

26Maio11


Divulgação 

O Comida di Buteco terminou no último final de semana com vitória do prato “Sonho meu”, do Bar do Zezé. O evento começou em Belo Horizonte, no ano 2000, e é considerado o maior festival gastronômico mineiro. Realizado todos os anos entre abril e maio, o festival já extrapolou as fronteiras belorizontinas e, hoje, ocorre simultaneamente em outras 14 cidades brasileiras. A cada ano o número de bares participantes aumenta, assim como o público. A organização do evento estima que cerca de 800 mil pessoas tenha visitado os 41 bares participantes, em Belo Horizonte. Além das 26,5 mil pessoas que passaram pela festa de encerramento, chamada “A Saideira”.

O Comida di Buteco só não é sucesso para os mais de 17,1 milhões de brasileiros vegetarianos, ou seja 9% da população nacional, segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Nem mesmo um prato competidor do festival, em todo o país, pode ser considerado vegetariano, sendo que, na maioria deles, a carne é o elemento principal, restando a quem se recusa a comê-la os poucos molhos e acompanhamentos que estão longe dela o suficiente. Entre os concorrentes da capital mineira, apenas o prato do bar Patorroco serviu a carne em recipiente separado dos ingredientes vegetais, tornando-o minimamente degustável para o ovo-lacto-vegetariano que sou (infelizemente, quando fui ao restaurante uma espera de mais de 1h30, e uma fome digna de um leão, me fizeram cancelar o pedido e ir a uma pizzaria).

Também fora do Comida di Buteco a situação não é boa para quem não come carne em Belo Horizonte. A capital brasileira dos botecos, com mais 12 mil bares e restaurantes, possui bem poucos voltados para o segmento vegetariano. Em entrevista à revista Viver Brasil, a nutricionista Mariana Braga Neves explica que a comida mineira é muito rica em produtos de origem animal e não é fácil mudar essa tradição. Entretanto, ela constata que  está em crescimento o número de mineiros que apostam na dieta sem carne para melhorar a saúde e qualidade de vida ou por questões éticas e ambientais. “Estudos ligam o vegetarianismo à prevenção de doenças cardiovasculares, alguns tipos de câncer e doenças crônicas generativas”, lista Mariana.

O argumento de que a dieta vegetariana traz carências nutricionais, como em zinco, ferro e proteínas, a nutricionista afirma ser um mito. Ela ensina que todos os aminoácidos essenciais existem nos alimentos de origem vegetal, assim como ferro e zinco. “Basta consumir mais feijão, grão-de-bico, ervilha, lentilha, frutas oleaginosas e folhas verde-escuras e potencializar sua absorção com boas fontes de vitamina C, como acerola, goiaba, laranja e limão”, exemplifica.

Imagem do Centro Vegetariano – Divulgação 

Uma opção das mais saudáveis

Estudos demonstram redução de diversas doenças nos vegetarianos, comparados àqueles que comem carne. Veja só:

*Doenças cardiovasculares – 31% menos nos homens vegetarianos e 20% nas mulheres

*Colesterol – 14% mais baixo em ovolactovegetarianos e 35% em veganos

*Diabetes – 100% maior em onívoros

*Câncer de próstata – 54% maior em onívoros

*Câncer de cólon e reto (intestino grosso) – 88% maior em onívoros

*Pressão arterial – Redução de 5 a 10 mmHg nos vegetarianos

Fonte: Virei Vegetariano, e Agora?, do nutrólogo Eric Slywitch

Conheça algumas das melhores opções de restaurantes para vegetarianos em BH:

Bem Natural

– Rua Tomé de Souza, 947 (Funcionários)
– Av. Augusto de Lima, 1652 (Barro Preto)
– Av. Afonso Pena, 941 lojas 4 e 6 (Centro)
– Av. Bernardo Guimarães, 166 (Funcionários) 

Eddie Fine Burgers

– Rua da Bahia, 2652 (Lourdes)
– Shopping Pátio Savassi (Funcionários)
– BH Shopping (Belvedere)

Gengibre Lanchonete Natural

– Rua Fernandes Tourinho, 59 (Savassi)

Shawarma e Falafel

– Rua Fernandes Tourinho, 19 (Savassi)

Natural Light
– Rua Ouro Preto, 1057 (Santo Agostinho)
 
San Ro
– Rua Prof. Moraes, 65 (Funcionários)
 
 
Escute um podcast sobre meu ser vegetariano:
 
 

Saiba mais sobre comidas sem carne:

– All about… (vegan) food! (Em inglês)

– ONG Gato Negro

– Sítio Veg 

– Centro Vegetariano

Anúncios


One Response to “Comida di Buteco e o Vegetarianismo”

  1. 1 Daniela

    Excelente abordagem de um tema tão esgotado como o Comida. Bom texto, bom aprofundamrnto da notícia e com a pitada de autoria permitida aos blogs. Parabens!


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: